O guia definitivo para mapas de calor

Você já se perguntou o que seus usuários fazem no seu site e em conteúdos importantes - onde clicam, o que ignoram, até que ponto eles rolam, onde eles passam mais tempo? Os mapas de calor ajudam você com o aspecto da visualização de dados, a se aprofundar em dados como o comportamento do visitante e a otimizar as páginas do seu site e landing pages, melhorando as conversões.

Este guia irá apresentá-lo aos mapas de calor e como você pode usá-los em seu site para tornar suas bases de dados mais compreensíveis.

Mapa de calor: o que é?

O mapa de calor, ou heatmap, do site mostra uma representação visual do engajamento do visitante em sua página. Ele mostra como os usuários interagem com diferentes elementos em uma página. Veja a seguir o que significam as cores do mapa de calor:

Uma cor mais quente indica maior engajamento e uma cor mais fria significa menor engajamento do visitante.

mapa de calor: o que é

 

A partir do exemplo de mapa de calor do site acima, é possível diferenciar facilmente as áreas de alta, baixa e nenhuma atividade na página pela intensidade das cores. É possível ver facilmente todos os pontos quentes (eficientes) ou frios (impopulares), em uma escala que vai de vermelho a azul. O mapa de calor informa qual seção chama a atenção dos visitantes, se eles rolam além da primeira dobra, os elementos em que clicam mais menos etc. Você pode categorizar mapas de calor do site em vários buckets, e uma ferramenta de mapeamento de calor ajuda a mensurar esse processo em tempo real.

Tipos de mapas de calor em sites

Veja abaixo vários tipos de mapas de calor categorizados de acordo com as métricas do site que rastreiam:

Mapa de clique

Os mapas de cliques rastreiam os cliques em diferentes partes de sua página. A representação visual informa os CTAs ou elementos mais clicados e os menos clicados em sua página. Em dispositivos móveis, os mapas de clique são chamados de mapas de toque e rastreiam os toques na tela.

Mapas de rolagem

Os mapas de rolagem representam visualmente o comportamento de rolagem do visitante. Um mapa de rolagem informa até que ponto os visitantes rolam a página para baixo. Ele também ajuda a controlar o tempo gasto em diferentes dobras ou seções da página e mostra as porcentagens de visitantes que descem a uma seção específica da página.

Mapas de calor de rastreamento do mouse

Os mapas de calor de rastreamento do mouse, também conhecidos como mapas flutuantes ou mapas de movimento, indicam as áreas onde os visitantes passam ou pausam o cursor. Um hot spot no mapa de calor de rastreamento do mouse indica que os visitantes pausam nessa seção durante a rolagem. Como os visitantes tendem a mover o cursor à medida que navegam, esses mapas de calor destacam as partes onde os visitantes estão gastando mais e menos tempo.

Mapas de calor de rastreamento ocular

Os mapas de calor de rastreamento ocular apontam os componentes mais atraentes do seu site com base em quantas vezes uma seção específica foi vista e por quanto tempo.

Todos esses mapas são usados ​​por motivos muito diferentes. Para entender como cada um deles é analisado, pule para o subtítulo 'Como analisar um mapa de calor'. Vamos primeiro tentar entender por que mapas de calor devem ser usados.

Por que você deve usar mapas de calor do site?

Se você já tentou resolver o problema de um usuário, provavelmente já ouviu o conselho de ouro de 'se colocar no lugar' dele. Os mapas de calor do site permitem que você faça exatamente isso e melhore a experiência do visitante. Aqui estão alguns dos benefícios de usar esta ferramenta interativa:

Visualizar rapidamente a experiência do seu visitante.

Os mapas de calor oferecem uma representação gráfica simplificada dos dados. Eles são a primeira etapa na jornada para entender o comportamento do usuário em seu site. Mesmo que os mapas de calor resultem de muitos dados quantitativos, sua natureza visual torna a detecção de problemas e oportunidades intuitiva e rápida.

Obter melhores percepções do visitante.

Entender o comportamento e as expectativas do usuário é metade da batalha ganha. Como os dados do mapa de calor do site vêm de uma sessão de navegação real do visitante em suas configurações naturais, os insights resultantes dos dados são mais precisos do que as pesquisas tradicionais com o visitante.

Melhorar a sua experiência no site.

Os mapas de calor também revelam as lacunas e obstáculos na jornada do visitante no site. Por exemplo, um mapa de rolagem pode indicar que muitas pessoas desistem depois de rolar para cima em uma seção específica. Um mapa de cliques pode mostrar muitos visitantes clicando repetidamente em uma imagem sem hiperlink. Todas essas dicas apontam para uma incompatibilidade entre as expectativas do visitante e o que a página oferece. Agir com base nessas descobertas garantirá uma experiência melhor para seus visitantes.

Otimizar a taxa de conversão do seu site

Quando você melhora a experiência do visitante, faz com que ele se envolva mais com seu site. Como resultado, aumenta as chances de eles realizarem a ação que você deseja. Os mapas de calor são, portanto, parte integrante da caixa de ferramentas de otimização da taxa de conversão (CRO).

Como definir mapas de calor em seu site?

Veja a seguir uma análise passo a passo de como configurar mapas de calor da maneira certa em seu site.

Identifique uma meta

Comece restringindo o problema que deseja abordar. Identificar a área do problema o ajudará a decidir sobre o tipo de mapa de calor do site que você deve considerar.

Definir uma meta também torna a análise dos dados do mapa de calor do site mais simples e focada. Por exemplo, se você deseja saber como os visitantes clicam e interagem com os vários elementos em sua página de preços, um mapa de calor de rastreamento de cliques será o certo para configurar aqui.

Use a ferramenta de análise certa

A tecnologia, as estratégias e as práticas de otimização da taxa de conversão (CRO) avançaram nos últimos anos. Isso levou a um salto no número de ferramentas gratuitas e pagas para mapeamento térmico. Faça uma pesquisa detalhada antes de escolher uma ferramenta. Ele deve atender aos seus requisitos, permitir que você segmente o tráfego, ter a infraestrutura técnica certa e oferecer relatórios abrangentes.

Configure o mapa de calor

A configuração do mapa de calor do site envolve a finalização da página para o rastreamento do mapa de calor. Você deve escolher uma página que tenha um bom volume de tráfego e seja importante para o seu negócio - página inicial, página de preços, página de produto, página de checkout e assim por diante. Em seguida, selecione o tipo de mapa de calor do site (mapa de rolagem, mapa de movimento, mapa de clique ou mapa de rastreamento ocular), dependendo da meta que você definiu. Sua ferramenta de mapa de calor pode exigir a instalação de um snippet de javascript em seu site para rastrear cliques e movimentos. Uma vez feito isso, selecione o tamanho da amostra e a duração para a captura de dados. Certifique-se de que sua seleção é uma representação boa o suficiente de seu volume de tráfego e outras tendências sazonais. É isso. Você está pronto para iniciar sua análise de dados de mapa de calor.

Como analisar um mapa de calor?

A análise de um mapa de calor fornece insights acionáveis ​​sobre a interação do visitante na página. Sua abordagem deve depender de seu objetivo e do tipo de mapa de calor que você usou. Veja como funcionam vários mapas de calor:

Mapas de cliques

Ao analisar mapas de cliques, você deve se concentrar nas tendências de cliques em CTAs, imagens e outros links. Registre se os visitantes estão deixando passar os CTAs mais importantes para a conversão. Se você notar que os visitantes do seu site estão clicando em elementos sem hiperlink, é preciso entender que eles esperam mais informações (portanto, a possibilidade de clique naquele ponto).

Mapas de rolagem

Com mapas de rolagem, comece revisando a posição média da dobra. É a parte da página que os visitantes podem ver sem rolar. Eles ajudam a identificar a dobra superior real da página para garantir que a maioria das informações indispensáveis fique dentro dela. Verifique a porcentagem de visitantes que rolam ou não rolam além de uma seção específica. Isso pode ajudá-lo a determinar o comprimento ideal da página. Os insights do mapa de rolagem ajudam a posicionar melhor os elementos essenciais na página.

Mapas de calor de rastreamento de mouse

Os mapas de calor de rastreamento do mouse ajudam a rastrear os movimentos do mouse do visitante na página. Uma análise aprofundada dos movimentos do mouse pode lhe dizer como estruturar o conteúdo do seu site e o posicionamento dos elementos-chave.

Mapas de calor de rastreamento ocular

Ao analisar mapas de calor de rastreamento ocular, identifique as áreas mais e menos examinadas. Agora, avalie se o visitante está prestando atenção no que você acha que são os pontos certos. Pode haver casos em que uma seção ou parte da página os distraia de olhar para qualquer outro lugar. Isso pode significar que os visitantes estão ignorando informações essenciais ou um CTA. Em outros casos, identificar as partes mais examinadas da página podem ajudá-lo a otimizá-la, colocando os principais elementos ali. Você também pode usá-lo para determinar como os usuários se engajam com as diferentes imagens na página.

Sua análise deve levá-lo para as metas de otimização que você definiu para o exercício de mapa de calor, e deve ser validada usando o teste A/B e, então, aplicada.

Quando você deve usar um mapa de calor?

Os mapas de calor podem ser uma ferramenta relevante para reunir percepções do visitante sobre seu site. O uso de mapas de calor não se limita apenas à otimização da taxa de conversão. Eles podem ser úteis em vários pontos do design, desenvolvimento e otimização do seu site. Aqui estão alguns casos de uso:

Redesenhando seu site

O redesenho do seu site deve ser sempre um diferencial em termos da experiência do visitante. Leva tempo para decidir o que mudar e executar numa reformulação do site. Os mapas de calor facilitam a configuração de um roteiro para o redesenho. Você pode entender os pontos fracos para o visitante e tê-los em mente em sua iteração de design.

Executando testes A/B

Executar um teste A/B informará qual versão da página tem uma conversão melhor. Os mapas de calor para as duas variantes o ajudarão a entender por que uma versão converte melhor do que a outra. Usá-los em conjunto gera melhores insights sobre como os visitantes estão se engajando de maneira diferente com suas páginas.

Melhore a experiência no seu site

Os mapas de calor revelam as lacunas e obstáculos nas interações e na jornada do usuário. Por exemplo, um mapa de rolagem pode indicar que muitas pessoas desistem depois de rolar para cima em uma seção específica. Todas essas dicas apontam para uma incompatibilidade entre a usabilidade e o que a página oferece. Agir com base nessas descobertas garantirá uma experiência melhor para seus visitantes.

Otimize a taxa de conversão do seu site

Quando você melhora a experiência do visitante, faz com que ele se envolva melhor com seu site. Como resultado, aumenta as chances de eles realizarem a ação que você deseja. Os mapas de calor são, portanto, uma parte integrante da caixa de ferramentas de otimização da taxa de conversão (CRO).

Erros comuns que os profissionais de marketing cometem

É relativamente mais simples começar com mapas de calor. No entanto, ignorar alguns dos princípios básicos pode levar à implementação e descobertas incorretas. Veja abaixo alguns dos erros comuns que os profissionais de marketing cometem.

Selecionar uma amostra muito grande ou pequena.

Assim como qualquer outro experimento estatístico, os mapas de calor também precisam ser fornecidos com o tamanho de amostra correto. O tamanho da amostra deve ser a representação correta do tráfego do seu site. Você deve selecionar o tamanho da amostra, tendo em mente a meta que definiu para o mapa de calor, o tráfego médio mensal da página e o nível de confiança percentual da amostra.

Escolher o tipo errado de tráfego.

O tráfego do seu site pode ser dividido em visitantes novos e visitantes recorrentes. O comportamento que eles exibem em seu site pode ser bem diferente, porque os visitantes que retornam já estão familiarizados. Deixar de segmentar seu tráfego pode resultar em percepções incorretas do mapa de calor. Por exemplo, se você estiver usando um mapa de calor para identificar as lacunas no design de sua página, deverá excluir os visitantes recorrentes. Expor seu mapa de calor ao tipo certo de tráfego é crucial para sua eficácia.

Não levar em conta fatores externos.

O tráfego do seu site pode ter um aumento ou queda natural durante certas épocas do ano. Se você for um player de comércio eletrônico, seu tráfego provavelmente ficará muito acima da média durante os feriados. O comportamento do visitante também será diferente do normal. O tráfego durante esses períodos é um atípico e não a representa corretamente seu tráfego real. Você deve evitar aplicar um mapa de calor nessas ocasiões, pois ele não fornecerá uma imagem clara do comportamento do visitante.

Tirar conclusões precipitadas

Você usa mapas de calor para permitir que os dados o guiem na compreensão das lacunas e oportunidades de otimização em sua página. Interromper o uso de um mapa de calor muito cedo porque você acha que já identificou a tendência prejudica todo o propósito. Usar um mapa de calor é como realizar um experimento científico. A única coisa em que você deve confiar é em dados completos.

Conclusão

Os mapas de calor são ferramentas poderosas para qualquer estratégia de otimização de conversão. Eles são um componente crucial de uma pesquisa mais abrangente do comportamento do usuário em seu site. Agora que você sabe o que são mapas de calor e como funcionam, comece a melhorar o comportamento do visitante no seu site hoje mesmo!